Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
26/03/24 às 10h35 - Atualizado em 26/03/24 às 10h35

Ações do Dia D de combate à dengue recolhem 17 mil toneladas de lixo

Serviço ocorre todas as semanas em diferentes regiões administrativas desde janeiro; durante o último fim de semana, foram mais de 9 mil toneladas de inservíveis retiradas das ruas de nove cidades para evitar o acúmulo de água parada

Por Jak Spies, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

Desde o início do ano, diferentes órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF) têm juntado forças para enfrentar a epidemia de dengue. Entre as diversas ações, está o Dia D de combate à dengue, criado por decreto pelo governador Ibaneis Rocha . Executada em todos os finais de semana, a ação engloba a retirada de entulhos, inservíveis e pneus para evitar locais de proliferação do mosquito Aedes aegypti.

 

Só neste fim de semana, mais de 9,2 mil toneladas de inservíveis foram recolhidas nas ruas de várias regiões administrativas | Foto: GDF Presente

 

A força-tarefa, que envolve o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), a Novacap, o GDF Presente e as administrações regionais, já retirou 17.486 toneladas de lixo de 30 regiões administrativas do DF desde janeiro deste ano. Só no último final de semana, foram 9.273 toneladas de inservíveis recolhidas das ruas de São Sebastião, Vicente Pires, Estrutural, Varjão, Samambaia, Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Sobradinho e Santa Maria.

O secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo, lembra que eventos como o Dia D de trazem um efeito positivo, chamando a atenção da população para trabalhar junto ao Estado: “As cidades se envolvem, a comunidade vê o trabalho sendo feito e as pessoas se sensibilizam – entram conosco na campanha, e a gente tem esperança.” O secretário frisou que o trabalho é sempre contínuo, sendo intensificado durante o período de chuvas.

“Hoje temos o problema sério dos acumuladores; é preciso denunciar e alertar”, ressalta o gestor, que reforça o alerta à população: “Por gentileza, preste bem atenção aí dentro da sua residência; pode ser que o problema esteja aí muito pertinho, então nos ajude. O que nós queremos como resultado final disso é uma cidade mais limpa, mais organizada e mais cuidada, tanto do ponto de vista da população quanto do próprio governo.”

Ação conjunta

São dois dias de trabalho intensivo de enfrentamento à doença, todas as semanas, durante os eventos GDF Mais Perto do Cidadão. Além de Sobradinho, as atividades já contemplaram outras áreas, como São Sebastião, Vicente Pires, Estrutural, Varjão, Samambaia, Ceilândia, Pôr do Sol/Sol Nascente e Santa Maria.

Entre as regiões com maior quantidade de resíduos retirados estão Sobradinho, com 2.012 toneladas, e São Sebastião, com 1.300 toneladas. Em Santa Maria foram 1.261 toneladas; no Varjão, uma área demograficamente menor, foram 440 toneladas.

“O SLU está todos os dias nas ruas do Distrito Federal retirando lixo descartado, mas a população persiste no descarte irregular de resíduos”, adverte o diretor-presidente do SLU, Sílvio Vieira. “O lixo tem que ser colocado no lugar certo, que são os papa-entulhos, papa-lixos ou os caminhões de coleta nos dias e horários corretos”. Ele afirma que em 2023 foi retirada uma média de mais de 2 mil toneladas por dia de lixo do DF.