Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
29/01/24 às 10h27 - Atualizado em 29/01/24 às 10h27

Carretas reforçam enfrentamento da dengue com atendimento móvel

Serão utilizadas duas unidades itinerantes para acolher e fazer a triagem das pessoas com sintomas. Anúncio foi feito no terceiro Dia D de Combate à Dengue, durante o GDF Mais Perto do Cidadão, no Recanto das Emas

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Igor Silveira

 

O enfrentamento à dengue no Distrito Federal ganhou reforço. Neste sábado (27), durante a terceira edição do Dia D de Combate à Dengue que integrou a programação do GDF Mais Perto do Cidadão no Recanto das Emas, o governo apresentou uma das unidades móveis de atendimento itinerante para acolhimento e triagem de pessoas com sintomas da doença e anunciou a ampliação do atendimento em três unidades básicas de saúde (UBSs). Ao todo, são duas carretas atuando em duas cidades para dar celeridade aos diagnósticos e mais conforto aos pacientes que buscarem assistência médica.

“Nós estamos trabalhando muito forte, a Secretaria de Saúde juntamente com os demais órgãos do Distrito Federal, e queremos mostrar exatamente isso, que estamos junto com à população e vamos combater o mosquito e a doença”, afirmou o governador que esteve presente no evento para acompanhar de perto a ação.

Ibaneis Rocha citou ainda as medidas mais recentes do GDF, como o decreto de emergência em função da dengue e a criação de um grupo de trabalho executivo, e fez um apelo à sociedade: “[A dengue] É uma questão cultural. Nós temos que ter a limpeza dentro das casas e nós temos que ter a observância da população em relação aos locais que estão abandonados no DF, onde os mosquitos estão avançando”.

Os dois veículos foram adaptados para o atendimento médico. Eles foram cedidos pela Defensoria Pública à Secretaria de Saúde por meio de um termo de cooperação. “Nós emprestamos para que haja esse espaço climatizado de acolhimento e de atendimento da população no combate à dengue. As carretas, tanto aqui do Recanto das Emas quanto do Sol Nascente, estão atendendo a população mais vulnerável”, destacou o defensor público-geral substituto Fabrício Rodrigues.

Os dois veículos foram adaptados para o atendimento médico. Eles foram cedidos pela Defensoria Pública à Secretaria de Saúde por meio de um termo de cooperação | Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Funcionamento das carretas

A unidade que está no Recanto das Emas tem 16 metros, dois andares e 15 postos de atendimento. Uma equipe da Secretaria de Saúde (SES-DF), composta por um médico, dois enfermeiros e três técnicos de enfermagem, fica responsável pela triagem, realização de testes rápidos e hidratação, em caso de necessidade. Já a outra está montada na administração regional no Sol Nascente/Pôr do Sol para atender os pacientes.

As carretas são voltadas para casos de menor gravidade. “As carretas têm uma demanda de atendimento e de resolução semelhante às tendas. Elas têm a possibilidade de mobilidade e uma estrutura fantástica, com climatização, que nesse período quente, sem dúvida, é um fator que corrobora. Então ela atende aos casos de menor gravidade”, explicou a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.

A titular da pasta reforçou que a população pode procurar também as 176 unidades básicas de saúde do DF e as nove tendas montadas nas Regiões Administrativas. Ela aproveitou para anunciar que três UBSs no Gama e em Taguatinga passarão a funcionar todos os dias.

Ibaneis Rocha citou ainda as medidas mais recentes do GDF, como o decreto de emergência em função da dengue e a criação de um grupo de trabalho executivo

Há alguns dias com sintomas de dengue, a aposentada Joaquina Alves de Abreu, 62 anos, resolveu voltar a procurar atendimento médico e optou pela carreta. “Infelizmente os sintomas vão e voltam. Tive uma diarreia horrível, febre e vômito. Fui medicada e ficou tudo bem, só que alguns dias depois voltou tudo de novo”, lembrou. “Vi essa oportunidade [da carreta] e vim logo procurar. Está sendo tudo muito rápido”, contou.

A auxiliar de encarregado Rosiele Pompeu, 33 anos, também foi até o evento para fazer a testagem rápida. “Estou com sintomas de dengue desde ontem e meu filho também. Como comecei a sentir isso, resolvi vir aqui. É muito importante porque eu consegui fazer tudo em menos de 20 minutos”, disse a moradora do Recanto das Emas.

Serviço ao cidadão

Desde sexta-feira (26), a 18ª edição do GDF Mais Perto do Cidadão é realizada no CEU das Artes com foco no combate à dengue. Dessa vez, os serviços do evento foram ampliados com atendimento de pacientes, orientação sobre a doença e o Aedes aegypti, além da operação de erradicação de focos de proliferação do mosquito.

A secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, destacou que o evento tem a missão de fornecer os serviços mais necessários à população. “O nosso objetivo é estar sempre atualizado no que tem acontecido na cidade e a questão da dengue é uma responsabilidade de todos nós. O GDF Mais Perto Cidadão mostra a preocupação do Estado em conjunto com a sociedade civil para que a gente possa acabar de vez com a dengue no Distrito Federal”, afirmou.

Além da carreta, a força-tarefa conta com estande da dengue com duas equipes de Saúde da Família (dois médicos, seis enfermeiros e sete técnicos de enfermagem) e seis carros de fumacê espalhando o inseticida na região.

Participam 53 profissionais da Atenção Primária da Região de Saúde Sudoeste, 40 agentes comunitários de saúde (ACS), 40 agentes de vigilância ambiental em saúde (AVAS) e 300 bombeiros militares, fazendo visitas domiciliares para identificar locais de risco, orientar a população e encaminhar pessoas que apresentarem sintomas.

Paralelamente ao combate à dengue, o evento ainda tem vacinação, com apoio do Carro da Vacina; testagem rápida para hepatite, sífilis e HIV; oferta de práticas integrativas à comunidade com auriculoterapia e automassagem; emissão das 1ª e 2ª vias do RG; orientação jurídica e psicossocial; Direito Delas; programa Acolhe DF e atrações culturais.

Ao longo do ano passado, o GDF Mais Perto do Cidadão realizou mais de 130 mil atendimentos.