Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
11/04/23 às 16h25 - Atualizado em 11/04/23 às 16h25

DF amplia atendimento e chega a 800 propriedades rurais monitoradas

Serviço prestado pelo Batalhão de Policiamento Rural da PMDF aumentou 48% desde novembro passado

Ian Ferraz, da Agência Brasília I Edição: Débora Cronemberger

O Distrito Federal atingiu a marca de 800 propriedades rurais monitoradas pela Polícia Militar (PMDF). A medida de fiscalização, que aumentou 48% desde novembro passado, busca aumentar a segurança e facilitar o atendimento de ocorrências no campo.

 

Programa possibilita contato entre policiais e moradores de áreas rurais 24h por dia em grupos de WhatsApp | Foto: Divulgação/PMDF

 

Essa segurança é feita pelo Batalhão de Policiamento Rural (BPRural), da PMDF, no âmbito do programa Guardião Rural. Ele mantém policiais e moradores em contato 24h por dia em grupos de WhatsApp. Além disso, ao cumprir requisitos, os proprietários recebem uma placa que indica que o local é monitorado.

“O programa tem o foco no trabalho da polícia comunitária, de prevenção criminal e atendimento otimizado por meio de tecnologia acessível. Também fazemos palestra, sensibilização da comunidade e patrulhamento constante”, explica o comandante do Batalhão Rural, major Rafael Branquinho.

 

Para participar do programa, a propriedade precisa ter no mínimo dois hectares e deve ser produtiva | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

 

Sobre a placa, o comandante diz que ela funciona como um importante sinal. “O efeito psicológico da placa faz com que o criminoso não cometa crimes naquela área porque ele se sente acuado, e realmente é assim. A PMDF faz visitas constantes nos endereços com as placas”, complementa.

Para fazer parte do programa, a propriedade não pode estar vazia, deve ser produtiva, deve ter destinação rural e ter, no mínimo, dois hectares, entre outros itens de segurança e monitoramento, como câmeras, por exemplo. Os interessados devem procurar a associação de moradores ou acionar o conselho de segurança da região para fazer parte.

Ainda pelo programa, os militares fazem o georreferenciamento da propriedade e definem rotas para chegar ao local, além de cadastrar no sistema os moradores, bens, animais, veículos, maquinários e trabalhadores das áreas vigiadas. Pontos fortes e fracos de segurança das residências também são levantados.

Atualmente, a capital tem 397 mil hectares de campo, onde estão instalados mais de 18 mil produtores rurais e uma população estimada de 100 mil pessoas. Em novembro de 2022, o DF tinha 540 propriedades monitoradas, marca que cresceu para 800 neste início de mês, representando esse aumento de 48%.

 

Serviço

Disque-denúncia: 99969-3080

→ Companhia de Policiamento Rural Leste
Atendimento: áreas rurais de Planaltina, Fercal, Rota do Cavalo (Sobradinho), Paranoá, Lago Oeste e PAD-DF
Contato: (61) 99503.4781 (WhatsApp) e 3190.7100

→ Companhia de Policiamento Rural Oeste
Atendimento: áreas rurais de Brazlândia, Ceilândia e Recanto das Emas
Contato: (61) 99173.6965 (WhatsApp) e 99131.7294

→ Companhia de Policiamento Rural Sul
Atendimento: áreas rurais do Gama, Santa Maria e Tororó, até as margens do Rio São Bartolomeu
Contato: (61) 99985.6080 (WhatsApp).