Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
4/08/23 às 11h31 - Atualizado em 4/08/23 às 11h31

GDF negocia construção de Santa Casa de Misericórdia em Samambaia

Estão em andamento as tratativas para ceder terreno na região administrativa destinado à implantação da primeira unidade da capital

Ian Ferraz, da Agência Brasília | Edição: Saulo Moreno

Brasília deu um importante passo para ter a primeira unidade da Santa Casa de Misericórdia. O espaço de saúde dedicado a cuidar dos mais necessitados deve ganhar uma sede em Samambaia, onde o Governo do Distrito Federal (GDF) está em tratativas para ceder uma área à entidade.

O avanço nas negociações ocorreu na tarde desta quinta-feira (3) durante reunião do governador Ibaneis Rocha e da vice-governadora Celina Leão com o coordenador da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, o deputado federal Antônio Brito; o presidente da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), Mirócles Véras; o ex-governador, empresário e presidente do PSD-DF, Paulo Octávio; e o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo.

No encontro, o chefe do Executivo mostrou-se disposto a tirar o DF da condição de única unidade da federação sem uma sede da Santa Casa. “É importante para o DF ter uma sede da Santa Casa como braço de apoio ao Sistema Único de Saúde. Eles fazem um belíssimo trabalho de filantropia e atendimento aos mais necessitados e vamos dar todas as condições para que a construção avance o mais rápido possível”, disse Ibaneis Rocha.

Presentes no Brasil desde o século XVI, as Santas Casas são responsáveis por sustentar enfermos e inválidos e dão assistência a recém-nascidos abandonados na instituição.

Segundo a CMB, dos 7,3 mil hospitais do país, 1,8 mil são Santas Casas e hospitais filantrópicos, responsáveis por mais da metade da demanda de média e alta complexidade do SUS. Ainda de acordo com a confederação, em 830 municípios brasileiros, as Santas Casas e hospitais filantrópicos são o único equipamento de saúde para atendimento.

“Avançamos muito não só sobre o terreno, mas também a posição do governador de que a Santa Casa de Brasília já é uma realidade. A partir de agora, o GDF fará as tratativas com a CMB. Não haverá recursos públicos. Teremos um ambulatório, depois hospital e depois a articulação com o GDF na área de saúde”, detalhou o deputado Antônio Brito.

Já o presidente da CMB, Mirócles Veras, pontuou que a unidade será uma grande aliada para complementar nas áreas onde a rede tem mais demandas e necessita de reforço.

“A Santa Casa do DF será um importante apoio para a Secretaria de Saúde, atuando como um complemento. A concepção será para atender as necessidades do SUS da região. Queremos ser um hospital de alta complexidade dentro da maior necessidade do DF”, afirmou o presidente da CMB, Mirócles Veras.

O deputado Antônio Brito (centro), coordenador da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, o ex-governador Paulo Octávio e o presidente da CMB, Mirócles Véras, visitaram o governador Ibaneis Rocha para conversar sobre a instalação da Santa Casa de Misericórdia no Distrito Federal | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Já o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo, lembrou que Samambaia é uma das maiores cidades da região Oeste e o aumento nas opções e ofertas de saúde à população vem em boa hora. “Definição boa que o governador acabou de tomar de disponibilizar o terreno. Vamos ratificar as condições para que a Santa Casa seja construída com toda segurança necessária. Esse é mais um serviço que chega em boa hora, de ampliação dos nossos serviços”, disse.

O empresário Paulo Octávio resgatou a história de Brasília para enaltecer a Santa Casa. “Para nós do PSD é uma alegria enorme receber nosso líder Antônio Brito nessa audiência com o governador, que concedeu essa área. Tem um simbolismo grande porque nosso fundador, o ex-presidente Juscelino Kubitscheck, foi médico da Santa Casa de Belo Horizonte. E agora teremos em Brasília, graças a esses líderes e ao governador Ibaneis Rocha. Ela vem para resgatar a história da nossa cidade”, finalizou.