Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/11/23 às 17h26 - Atualizado em 6/11/23 às 17h26

Iniciada última etapa nas obras de concretagem da Via Estrutural

Equipes trabalham na pavimentação dos últimos 3,2 quilômetros da pista norte; investimento é de aproximadamente R$ 80 milhões

Thaís Miranda, da Agência Brasília | Edição: Chico Neto

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) iniciou a última etapa nas obras de troca de pavimentação da Via Estrutural (DF-095). Com recurso de R$ 80 milhões, as equipes contratadas reúnem mais de 200 pessoas trabalhando de segunda-feira a sábado – bem como aos domingos, quando é necessário – para garantir celeridade na concretagem da rodovia que recebe cerca de 100 mil motoristas diariamente.  A última fase do serviço consiste em aplicar o novo pavimento pelos últimos 3,2 km da via, no percurso entre o Viaduto Ayrton Senna e o elevado da Cidade do Automóvel.

Equipes têm trabalhado com reforço para minimizar os transtornos durante a obra, que, quando concluída, trará melhores condições de mobilidade || Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília
A Via Estrutural vai ser a primeira do DF a contar com o pavimento de concreto em toda a extensão. São 26 km de asfalto — 13 em cada uma das pistas — por 21 cm de concreto para dar mais vida útil e resistência ao pavimento. A pista sul já teve todo o trecho trocado, e agora as equipes trabalham nos últimos três km restantes da pista norte.

Qualidade de vida

“Assim que a concretagem e a sinalização forem concluídas, nós já vamos liberar para o trânsito de veículos”, informa o superintendente de Obras do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER), Cristiano Cavalcante. Os demais retoques podem ser feitos normalmente.

“Os serviços que faltarem, como acabamento, recuo dos ônibus e grama no canteiro central, nós conseguimos realizar sem precisar interromper o fluxo de veículos”, detalha o gestor. “Essa iniciativa visa minimizar os transtornos que as obras têm causado na rotina do motorista. Queremos, o quanto antes, entregar essa obra para a população do DF.”

 

Segundo Cavalcante, este é o último trecho antes da finalização da obra. “O novo asfalto terá uma durabilidade de pelo menos 20 anos”, assegura. “Vai aumentar o conforto e a qualidade de vida dos usuários. Além disso, a médio e longo prazo, vai haver uma redução nos custos do governo, tendo em vista a diminuição na necessidade de manutenção da via”.

Interdição

Foi realizada uma nova interdição para dar andamento à última etapa das obras. O bloqueio abrange cerca de 3km da via entre o Viaduto Ayrton Senna e o elevado que dá acesso à Cidade do Automóvel. Anteriormente, mesmo com o desvio do trânsito no sentido de Taguatinga para a pista sul, os motoristas podiam acessar à Cidade do Automóvel pela pista norte.

A partir de agora, é necessário pegar a pista sul e utilizar a alça de acesso, que passa por baixo do viaduto, para seguir em direção ao local. Para isso, o motorista terá que passar pela rotatória e próximo à linha do trem. A alteração está sinalizada por meio dos painéis de mensagens variáveis (PMVs) localizados nos dois sentidos da via.

Confira, abaixo, como está o fluxo na Via Estrutural.

Arte: Agência Brasília