Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
29/01/24 às 10h16 - Atualizado em 29/01/24 às 10h16

Investimento de R$ 5 milhões em obras no Engenho das Lajes

Passarela e pavimentação de quatro vias entre as benfeitorias à população da área rural do Gama. Novo sistema de abastecimento de água está em fase final de construção

Carolina Caraballo e Victor Fuzeira, da Agência Brasília | Edição: Igor Silveira

 

As obras de infraestrutura chegam a todos os cantos do Distrito Federal. Neste sábado (27), o governador Ibaneis Rocha esteve na comunidade de Engenho das Lajes, na divisa do Gama com o estado de Goiás, para visitar a passarela para pedestres construída pelo Governo do Distrito Federal (GDF) no local e as obras de pavimentação de quatro vias. Mais de R$ 5 milhões foram investidos nas infraestruturas.‌

 

 

Na ocasião, o chefe do Executivo destacou os esforços para garantir dignidade e qualidade de vida aos moradores da área rural. “A comunidade do Engenho das Lajes estava abandonada há muitos anos”, enfatizou.

“Nós tivemos a oportunidade de vir aqui em 2018, ouvimos as lideranças comunitárias e todas as necessidades que existiam — ampliação da rede de água, calçamento nas ruas, a passarela, reforma da escola. Tudo que nos foi pedido está sendo realizado”, prosseguiu.

Foram 200 empregos gerados até que o serviço estivesse concluído, atendendo aos moradores que, por anos, sonhavam com o asfalto chegando na porta de casa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As ruas São José, Roriz, Libanio e Dr. Gotardo, rotas de acesso para a igreja, a escola e a quadra poliesportiva do bairro, foram as primeiras revestidas com 11.250 m² de bloquetes de concreto. As vias somam 2,5 km de extensão, atendendo cerca de 1,5 mil famílias. A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), responsável pelo serviço, empregou R$ 2.575.491 na obra.

Durante a agenda, o governador afirmou que há perspectiva de expandir os serviços de pavimentação às demais vias que cortam a região. “Aqui os moradores têm mais oito ruas que precisam ser calçadas e nós vamos fazer o calçamento dessas ruas”, garantiu.

Como a região ainda não conta com rede de escoamento subterrânea, os blocos intertravados surgiram como a melhor opção para pavimentar as pistas. “Foi preciso adequar a pavimentação à situação da região, que não possui rede drenagem e não pode ter asfalto. Esse tipo de piso é, também, ecologicamente correto”, explicou o presidente da Novacap, Fernando Leite.

Foram 200 empregos gerados até que o serviço estivesse concluído, atendendo aos moradores que, por anos, sonhavam com o asfalto chegando na porta de casa. Moradora da rua São José, a dona de casa Maria das Graças Carvalho, 71 anos, é só alegria.

“Aqui era só lama, enxurrada entrando dentro de casa, sujando tudo… E na época da seca não melhorava, não. A poeira era grande, incomodava demais”, recordou. “Agora, não tem mais barro, não empossa a água. O progresso está chegando ao Engenho das Lajes, finalmente.”

Travessia segura

Ainda neste sábado, o governador fez questão de lembrar da já concluída construção da alça de acesso da DF-290 à via marginal do Engenho das Lajes. A obra recebeu investimento de R$ 150 mil, provenientes de recursos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), e beneficia, diariamente, quase 20 mil motoristas que trafegam pela rodovia.

 

Governador Ibaneis Rocha: “Nós tivemos a oportunidade de vir aqui em 2018, ouvimos as lideranças comunitárias e todas as necessidades que existiam — ampliação da rede de água, calçamento nas ruas, a passarela, reforma da escola. Tudo que nos foi pedido está sendo realizado”

O chefe do Executivo também visitou a passarela para pedestres construída pelo Governo do Distrito Federal (GDF) sobre a BR-060, rodovia que corta a comunidade. Com uma unidade básica de saúde (UBS), uma quadra poliesportiva e um ponto de encontro comunitário (PEC) de um lado e um centro educacional do outro, a estrada era cruzada com frequência pelos moradores.

A passagem suspensa de R$ 2,5 milhões foi erguida na altura do km 30. Feita de concreto armado, ela tem 50 m de comprimento, com rampas de acesso que somam 106 m de cada lado. A acessibilidade é garantida com piso tátil e corrimãos em toda sua extensão. Já a segurança dos pedestres fica por conta do guarda-corpo e da iluminação em LED.

‌Morador do Engenho das Lajes há mais de 30 anos, o aposentado José Fernandes aprovou a passarela. “Antigamente, as crianças precisavam atravessar no meio da rodovia, direto tinha acidente aqui na estrada, um perigo”, contou o homem de 66 anos. “Agora, todo mundo pode passar de um lado para o outro em segurança. É um alívio principalmente para os idosos, que não precisam mais correr para escapar dos carros”.

Neste sábado (27), foram entregues à população de Engenho das Lajes a pavimentação de quatro vias e uma passarela para pedestres

 

 

Nova captação de água

Em breve, o GDF também irá inaugurar o novo sistema de abastecimento de água para os moradores de Engenho das Lajes. São empenhados quase R$ 2,8 milhões nos serviços de transposição do ponto de captação de água e de recuperação da atual adutora com aprimoramento da elevatória de água bruta – estruturas projetadas para o bombeio e transporte de água da fonte até a estação de tratamento

As obras são tocadas pela Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb). O objetivo é trazer mais qualidade de vida para quase cinco mil moradores da região que, atualmente, sofrem com constantes obstruções da boca de tomada e com o assoreamento do poço de sucção.

“Essa é uma obra de captação muito importante, que vai trazer a melhoria de qualidade da água para a região, com atendimento imediato. É água tratada com qualidade excelente chegando aos moradores”, ressaltou a administradora regional do Gama, Joseane Feitosa.

Além disso, devido às chuvas e manutenção da estrada de acesso, é comum ocorrer a exposição sazonal da tubulação da adutora de água bruta, situação que pode causar danos ao atual sistema de captação com o rompimento da adutora.