Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
15/03/24 às 15h31 - Atualizado em 15/03/24 às 15h32

Novo Cras do Itapoã vai atender 5 mil famílias em vulnerabilidade

Espaço foi inaugurado pelo governador nesta sexta-feira (15). Ibaneis Rocha também assinou o projeto de lei para reestruturar a carreira de assistência social

Por Ian Ferraz e Catarina Loiola, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

Mais um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) foi entregue pelo Governo do Distrito Federal (GDF). Nesta sexta-feira (15), foi inaugurada a unidade do Itapoã Parque, sendo o primeiro espaço de atendimento do bairro e o segundo da região administrativa. O equipamento terá capacidade para atender 5 mil famílias em situação de vulnerabilidade social.

O evento também foi marcado pela assinatura do projeto de lei que será encaminhado à Câmara Legislativa do DF (CLDF) sobre a reestruturação da carreira dos assistentes sociais. O governador Ibaneis Rocha enalteceu o trabalho do Cras e falou da importância dos assistentes sociais.

 

Ibaneis Rocha: “Nós estamos fazendo um trabalho a partir dos servidores da assistência social, que nos ajudam nesse trabalho diuturno, que é o de atender a população” | Foto: Renato Alves/ Agência Brasília

 

“Essa entrega significa muito para nós todos. Sabemos a importância de ter uma porta de entrada para as pessoas mais vulneráveis. Nós estamos fazendo um trabalho a partir dos servidores da assistência social, que nos ajudam nesse trabalho diuturno, que é o de atender a população”, disse Ibaneis Rocha.

Gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o Cras permite intervenções socioassistenciais, sobretudo com a facilitação do acesso da população a benefícios e programas governamentais. Segundo a Sedes, mais de 10 mil famílias são acompanhadas pelo Cras do Itapoã. Apenas em 2023, a unidade realizou 8.050 atendimentos e atendeu 4.704 famílias, conforme o Sistema da Assistência Social (SAS).

O segundo Cras da região administrativa, portanto, visa desafogar os atendimentos na outra unidade e suprir a demanda que surgirá após a entrega das novas unidades habitacionais do Itapoã Parque. A previsão é que o bairro reúna 12.112 apartamentos, com a previsão de 50 mil habitantes, suscitando a necessidade de viabilizar não somente o acesso a uma infraestrutura básica, mas também aos equipamentos e políticas públicas.

O Cras do Itapoã Parque tem 656,93 metros quadrados de área construída e conta com áreas para atendimentos, almoxarifado, banheiros para beneficiários e servidores, copa e cozinha, além de área externa. O efetivo de servidores será composto por agentes sociais, especialistas e um gerente.

Presente ao evento, a primeira-dama e ex-secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, falou do funcionamento de um ecossistema para melhorar a vida das pessoas e proporcionar dignidade, citando como exemplo as entregas desta sexta-feira (15) tanto da Escola Classe 203 do Itapoã como do Cras do Itapoã Parque.

 

A primeira-dama Mayara Noronha Rocha ressalta que “ter o acompanhamento oferecido pelo Estado é o que faz a diferença lá na frente” | Foto: Renato Alves/ Agência Brasília

 

“Se nós queremos mudar o futuro, temos que começar na base, e a base começa lá na Escola Classe. Ela passa por aqui pelo Cras, porque em cada janelinha desses [apartamentos] existe uma vida diferente, uma realidade diferente. Ter o acompanhamento oferecido pelo Estado é o que faz a diferença lá na frente. Muita gente não tem paciência de ver o desenvolvimento de uma obra, mas só quem consegue visualizar um futuro próspero entende que a gente precisa passar por obras. O Cras é a prova de que o governo trata com prioridade aqueles que mais precisam”, acrescentou.

Ao falar do equipamento público, a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra, comentou o empenho do governo em ampliar as unidades socioassistenciais: “Quando iniciamos a gestão, em 2019, existiam 26 Cras. Agora, inauguramos a 32ª unidade. Essa é a porta de entrada para quase todas as políticas públicas e o Itapoã é uma região com um dos maiores índices de vulnerabilidade social. É preciso lembrar que nós triplicamos o investimento na área e é por isso que está sendo possível fazer tantas entregas e fazer com que o DF tenha cada vez menos desigualdade social”, pontuou.

Benefícios à comunidade

 

Márcia Ribeiro comemora que o novo equipamento: “Vai trazer muitos benefícios para a comunidade” | Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília

 

Para o administrador regional do Itapoã, Dilson Bulhões, a construção do centro de referência consolida a preocupação do governo com a população da cidade. “Esse equipamento é muito importante para o Itapoã. Temos uma comunidade muito carente e os serviços ofertados serão muito bem aceitos”, diz.

Moradora do Itapoã Parque há um ano, a técnica de enfermagem Márcia Ribeiro, 45 anos, afirma que o novo Cras vai facilitar a rotina da comunidade. “O equipamento está mais perto da casa de quem precisa”, defende ela. “Vai trazer muitos benefícios para a comunidade”, completa.

 

Antonia Rego recebe os cartões Gás e Prato Cheio e é beneficiada com o Bolsa Família: “Me ajudam bastante” | Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília

 

‌A dona de casa Antonia Rego, 47, acredita que, com mais um espaço de atendimento, o acesso aos serviços do Cras será mais ágil. “O outro é muito procurado e, dependendo da data, não conseguimos marcar atendimento. Com dois, com certeza vai ser mais rápido”, diz.

Ela recebe os cartões Gás e Prato Cheio e é beneficiada com o Bolsa Família. “Me ajudam bastante. Com o Prato Cheio, por exemplo, faço as compras do mês. Com o Cartão Gás, temos R$ 100 para comprar o botijão, e ainda tem o Bolsa Família, que ajuda a pagar uma conta de água, de luz”, comenta.

Atendimento socioassistencial

Em novembro do ano passado, o GDF entregou um novo Cras em Santa Maria. O segundo equipamento da cidade está instalado no Condomínio Porto Rico, Conjunto F, Casa 9, e tem capacidade para atender 5 mil famílias em situação de vulnerabilidade social.

O espaço é provisório e tem vigência prevista para durar 60 meses. O objetivo é assegurar uma solução temporária para garantir atendimento aos moradores do residencial e de quadras adjacentes até uma estrutura definitiva ser viabilizada.

Com a nova unidade no Itapoã, o Distrito Federal passa a contar com 33 centros de referência de assistência social. Os equipamentos são porta de entrada para os programas socioassistenciais oferecidos pelo GDF. Para ter acesso aos benefícios, é preciso estar inscrito no Cadastro Único. O atendimento é feito com data e horário agendados pelo telefone 156 ou pelo site da Sedes. Verifique aqui o contato e endereço de todas as unidades.