Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
23/11/23 às 14h56 - Atualizado em 23/11/23 às 14h56

Novos bolsões são construídos no Paranoá para evitar alagamentos

Serviço realizado em parceria entre Seagri-DF e Administração Regional do Paranoá já concluiu uma das três estruturas planejadas para reduzir a velocidade das águas pluviais

Jak Spies, da Agência Brasília | Edição: Igor Silveira

Equipes do Governo do Distrito Federal (GDF) trabalham na construção de bolsões nas proximidades do Córrego do Bálsamo, na região do Núcleo Rural do Tamanduá, localizada no Paranoá, para evitar inundações e transbordamentos com a volta do período chuvoso.

A obra é feita em parceria com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF), o Polo Rural e a Administração Regional do Paranoá. As atividades de escavação começaram na última terça-feira (22) e um dos três bolsões que serão construídos já está pronto. Os bolsões terão a dimensão de dez metros de largura e 20 m de comprimento, com três metros de profundidade. Junto à escavação, são feitas as entradas e saídas de água.

 

O serviço foi concluído em uma das três estruturas planejadas para reduzir a velocidade das águas pluviais | Foto: Divulgação/Administração Regional do Paranoá

“Quando chove, um bolsão recebe a água, depois passa para outro e, por fim, o outro. Eles matam a velocidade da água, que sai bem baixinha, é como se fosse uma barragem mesmo”, explica o gerente de execução de obras do Paranoá, Otoniel Sousa dos Reis.

A máquina compacta as laterais do bolsão para que não desmanche com a chuva ou a pressão da água. Segundo o gerente de execução de obras, o trabalho é uma precaução e foi um pedido feito pela população da região do Paranoá. “Já tivemos problemas muito grandes nessas áreas, com danos às propriedades. A água descia quebrando tudo: plantações, tanques de peixes e entrando até em piscinas”, completa.

Os serviços de prevenção para alagamentos iniciaram na última semana, com a limpeza dos bolsões do Paranoá Parque e a limpeza de bocas de lobo na região, feitas em parceria com a Novacap e o Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

“Fizemos um trabalho prevendo a chuva em toda região rural, junto à Secretaria de Governo. Nossa equipe visitou todas as comunidades, até as áreas mais longínquas, como a região dos Jardins e Capão Seco. Tudo isso é feito, incluindo a construção dos bolsões, no sentido de fazer esse trabalho de prevenção e evitar o prejuízo causado pelas fortes chuvas”, afirma o administrador do Paranoá, Wellington Santana.