Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
2/02/23 às 9h45 - Atualizado em 2/02/23 às 9h46

Projeto De Cara Nova, do SLU, elimina lixão na EQNN 22/24 de Ceilândia

Além disso, o governo tem feito retirada de entulhos na região por meio da força-tarefa do GDF e incentivado o descarte correto em papa-entulho e papa-lixo

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

  • SLU
  • O Governo do Distrito Federal (GDF) redobrou os trabalhos em relação à questão do descarte irregular de resíduos em Ceilândia. O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) levou até a cidade o Projeto De Cara Nova. Criada em janeiro, a iniciativa tem como objetivo eliminar os maiores pontos de lixão da capital federal. A cada 15 dias, a ação segue para outra região administrativa. A ação começou pelo Paranoá e agora está em Ceilândia.“Estávamos com esse projeto e levamos para a força-tarefa. É uma ação em que o SLU pega os pontos viciados de entulho e lixo e transforma num espaço bonito e prazeroso”, explica o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira. No local, são feitos a retirada de descartes, ajardinamento e pintura.

    Em Ceilândia, os trabalhos ocorrem na EQNN 22/24, com recolhimento de entulhos, plantação de mudas e colocação de areia no parquinho. A próxima região a receber o Projeto De Cara Nova é Santa Maria.

    O serviço já foi feito na EQNN 22/24, em Ceilândia, ao lado da Escola Classe 25 | Foto: Divulgação/SLU

    Retirada de entulho

    Desde 13 de janeiro, a região administrativa conta também com a força-tarefa do governo em áreas emergenciais com serviços essenciais, entre eles, o recolhimento de entulho. Até agora, foram retiradas 1.873 toneladas de lixo, que geraram 211 viagens de caminhão do SLU até o aterro sanitário.

    Entre as três RAs da operação encabeçada pelo GDF Presente, que inclui Sol Nascente/Pôr do Sol e Taguatinga, Ceilândia foi a que teve o maior número de material descartado retirado das ruas. “Vamos ficar em Ceilândia durante 90 dias com a força-tarefa atuando em novos pontos. Nosso pessoal continua trabalhando na cidade”, destaca Silvio Vieira.

    “O SLU está ajudando muito com equipes fixas e mecanizadas, que trabalham diuturnamente”, afirma o administrador de Ceilândia, Dilson Almeida. O mutirão conta ainda com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Secretaria de Governo (Segov), a Companhia Energética de Brasília (CEB) e a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb).

    Descarte correto

  • Para evitar novos locais de descarte irregular, o SLU conta com três papa-entulhos em Ceilândia localizados no Núcleo de Limpeza de Ceilândia (QNN 29, módulos G a K, Área Especial, próximo ao Iesb), na QNP 28 Área Especial – P Sul (área da usina do SLU, depois do Terminal Rodoviário do Setor P Sul) e na QNM 27, Lote C (pátio de serviço da Administração Regional de Ceilândia). O item é adequado para receber restos de obra e poda, móveis velhos, material reciclável e óleo de cozinha usado. O papa-entulho recebe, gratuitamente, até 1 m³ de resíduo por cidadão por dia.Outra opção são os papa-lixos, contêineres semienterrados preparados para receber resíduos da coleta convencional. São mais de 70 na região e os endereços podem ser consultados no site do SLU.

    Além disso, a população pode conferir informações sobre dia e horário da coleta seletiva e convencional pelo aplicativo SLU Coleta DF, disponível no Google Play e App Store. “Nosso aplicativo é muito interessante porque mostra o caminho e a hora que o caminhão vai passar na porta do cidadão, além de ensinar a forma correta de descarte”, ressalta o diretor-presidente.